A Dança Sénior

A Dança Sénior é uma atividade voltada para a população idosa que envolve a música e a atividade física; exige dos participantes movimentos amplos, rápidos e lentos, coordenados, simultâneos, ritmados, acompanhando a marcação do professor e do grupo. O reportório é diversificado do ponto de vista de ritmos, coreografias e complexidade de movimentos. Esse facto favorece a adequação da DS ao grupo, aos seus aspectos físicos, cognitivos e emocionais, visto que cada idoso realiza os exercícios dentro dos seus limites e capacidades.

 

 

 

Características

 

A Dança Sénior é constituída por um conjunto de coreografias baseadas em danças folclóricas e de salão de diversas origens, moldadas particularmente às capacidades da pessoa idosa.

 

Esta interessante modalidade iniciou-se na Alemanha no ano de 1971 pela professora Ilse Tutti, coreógrafa e psicopedagoga social. Foi elaborada com o objectivo de enriquecer as actividades de ocupação de tempos livres e estimular a população idosa, a qual já se havia tornado significante nesse mesmo país.

 

As coreografias existentes na dança sénior têm características próprias que tornam possível a participação de idosos, atendendo à especificidade da actividade física para esta faixa etária, demandando esta que seja de baixo impacto, curta duração e a não utilização de esforço físico intenso.

As músicas alegres e ritmadas, onde existe simultaneamente uma familiaridade com as suas melodias, são factores que induzem motivação e estimulação aos participantes.

 

 

 

 

 

 

 


 

Aprendizagem das coreografias trabalha diversos campos, tais como níveis de atenção, concentração, percepção, alteridade, ritmo, memória recente, orientação espacial, sistema cardiovascular e musculotendinoso, além de promover um trabalho motor independente do progressivo condicionamento físico, a estes benefícios associam-se a reorganização das percepções auditivas, visuais, tácteis e sensação de satisfação física e emocional induzindo igualmente uma melhoria na qualidade do sono.

 

As capacidades individuais como a mobilidade, flexibilidade, agilidade, resistência, equilíbrio estático e dinâmico, coordenação motora e outras podem ser estimuladas, reactivadas ou recuperadas, influenciando positivamente o sentimento de auto-estima e eficácia.


 

Benefícios


 

As Danças sénior são caracterizadas duas modalidades:

 

- A "Dança Sénior" propriamente dita, uma dança em pé, geralmente em roda ou aos pares;

 

- A "Dança Sentada", ou dança com pessoas sentadas, que permite a participação de pessoas impossibilitadas de se manter de pé ou com dificuldades de equilíbrio;

 

 

 

 Esta dança está presentemente em 16 países.

 

Poderá ser praticada por todas as idades, mas está especialmente direccionada para uma faixa etária acima dos 50 anos.

Todos os participantes poderão interagir imediatamente sem conhecimentos prévios.